Gato e borboletas

Gato e borboletas

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Vou ao cinema - novembro/2009

Vou ao cinema
Ainda não sei se quarta ou sábado
Só sei que vou ao cinema
Não importa o filme
Só quero chegar na hora certa
Comprar pipoca e refrigerante
Estar pronta pra viagem
Me lembro da primeira vez que me senti livre
Fui – sozinha – ao cinema
Estava na Cinelândia
Respirei fundo e fui
Apenas eu e todo o monóxido de carbono que já fazia parte da minha dieta
Foram os poucos momentos que me senti eu
Eu de verdade
Um eu que pouco conheci
E acabou por se esconder
Cheguei a pensar que havia desaparecido
Mas estava apenas escondido
Os “eus” não somem
Apenas se escondem
É que, às vezes, as brumas se fazem densos nevoeiros
E nem percebemos
Apenas não os vemos mais
E nos acostumamos a isso
Ainda bem que algo reclama
Assim como garganta seca esperando água
Vou ao cinema
E isso é tudo

Nenhum comentário:

Postar um comentário