Gato e borboletas

Gato e borboletas

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Acordo

Se acordasses comigo
apenas sentar e contemplar-te,
aceitaria de imediato.

Se,
mais tarde,
acordasses que poderia,
de leve,
te tocar,
de longe eu o faria.

Se o acordo se estendesse
a um leve e solitário beijo,
faria desse momento
todas as palavras
caladas até então.

E...
se diante de tantos acordos,
acordasse em teus braços,
terias entendido.

Eu selaria qualquer acordo
sem mudar uma vírgula,
sem exitar um suspiro.

E acordaria feliz em teus braços,
mesmo sabendo ser a última vez.