Gato e borboletas

Gato e borboletas

domingo, 25 de setembro de 2011

Infância

Tenho saudades do tempo que caminhava descalça
e nem possíveis cacos de vidro podiam me ferir

Tenho saudade do tempo que ia correndo, mesmo sem pressa,
pois o mundo sempre esperava
Corria por ser da natureza de qualquer criança,
que nunca para

Tenho saudade do tempo que para ter amigos
bastava encontrar um outro serzinho na beira da praia,
trocar um sorriso
e ir fazer castelos de areia, onde todos eram reis

Tenho saudade do tempo que minha vó ainda sorria-me,
e que festa era acordar todos os dias com o galo cantando,
ir sujar os pés na terra
e colher flores que logo virariam o enfeite de um lindo bolo

Tenho saudade do tempo em que o ser humano
é gente de verdade,
e nada mais existe do que a vontade de ser feliz
... e fazer arte

2 comentários:

  1. Através de você, minha querida, estou fazendo uma viagem maravilhosa ao passado.Obrigada sempre!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Suave como devem ser as boas lembranças.

    ResponderExcluir