Gato e borboletas

Gato e borboletas

terça-feira, 20 de setembro de 2011

A Casinha

Num canto da praia
Uma casinha
Portão branco onde a onda esbarra
Ali não existe o tempo
Ali somos só poetas
Passou do portão
Estamos despidos
Os versos são nossas moedas
Amigos ricos de longa data
Esse conheci agora
A música vem do mar
Que bate no tom certo
Acompanhando a poesia
Ali me apaixono
Ali você me olha e enamoramos
Lua e Sol se cumprimentam
E nos lembram
Que o relógio existe

Outro dia derrubaram a casinha
Agora não tem mais poesia no canto da praia
O poeta também se foi
Sua voz doce e imponente
Ainda percorre meus ouvidos
Mas o relógio ...
Esse não para mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário