Gato e borboletas

Gato e borboletas

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Poesia

Rio de água turva
Filete lutando pra não secar
Enxurrada que leva tudo
Fundo remexido
Dejetos à mostra
Não se faz poesia com água cristalina

* * *

Poesia é feita de paixão
Às vezes necessitamos abraçar a carne
Mesmo sabendo apodrecer

* * *

O Poeta se recompõe
Pra no instante seguinte
Se deixar levar
Sem saber quando volta

Nenhum comentário:

Postar um comentário