Gato e borboletas

Gato e borboletas

sábado, 12 de novembro de 2011

Peça-me

Peça-me qualquer coisa
Peça-me pra ficar quietinha
mas me deixe tocá-lo
mesmo na imensidão
Peça-me pra rir baixinho
mas olhe com ternura
o sorriso que é só seu
Peça-me que largue a caneta
e farei poesia apenas com os olhos
Ate minhas mãos
enterre meus pés no concreto
mas deixe meu coração voar
Pois o bater do seu
cicatriz que já toquei
são asas que me colocam alto
nesse voo que não sei parar

Nenhum comentário:

Postar um comentário