Gato e borboletas

Gato e borboletas

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Abraço de Uma Vida

Um meio círculo cheio de espinhos
Mais ou menos quinze centímetros de diâmetro
Ali ele estava por quase trinta anos
Sempre do mesmo jeito
Algumas gotas d'água por semana
Só isso
mais nada
Um dia o pedúnculo começou a crescer
Dia após dia o observamos
Quase duas semanas
Aquilo a nos intrigar
Quase vinte centímetros
E em sua ponta
Barriga vergada de primeira gestação
Durante a madrugada
Pudemos ver seu despertar
Os olhos pesando de sono
Por mais de dez horas
Ela fez seu espetáculo
Sombreou todo o cacto
Num abraço de agradecimento
Enorme flor
Dezenas de pétalas
Longas, finas, aveludadas
Brancas
Desfazendo-se em imperceptível lilás
Os deixamos a sós
Trinta minutos
Foi o que durou aquele abraço
Trinta anos ele a esperou
Trinta minutos ela o abraçou
Era o tempo que tinha
Foi o tempo que tiveram
Passado uns dias
Ele se juntou a ela
O abraço agora era eterno

Nenhum comentário:

Postar um comentário