Gato e borboletas

Gato e borboletas

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Resposta de amor preso no tempo



Se fui quem realmente sou,
se minha essência desnuda se fez,
esse instante ficou preso
em alguns meses de 2008.

Não fui impenetrável,
não sou impenetrável,
tu bem sabes disso.

A ave e a serpente
indo além dos instintos,
uma descobre o que é o vento
acarinhando seu corpo, sua alma,
pensamentos e desejos;
a outra experimenta
fincar-se ao chão
tendo que sentir todo o percurso,
e descobre que o caminho é real.

O toque que não nos permitimos sentir
realmente mata,
mas o abraço feito de carne,
esse nos salva,
sempre.

De mãos dadas
podemos saltar de qualquer abismo.
Em mim, restou-me uma asa,
e sei que guardas a tua.


Nenhum comentário:

Postar um comentário