Gato e borboletas

Gato e borboletas

terça-feira, 6 de outubro de 2015

2008 - começo do amor sem adeus



Eu nunca te esquecerei.
É uma das dores de muitas
que ainda me fazem
perceber estar viva.

Só tu a conheces,
só tu sabes o quanto
ela me consome,
só tu podes abraça-la,
e nesse momento
torná-la felicidade.

Mas tu não vens.
A dor é o que ficou desse tempo.
E se foi isso que restou de nós,
que doa.
Fecho os olhos,
e encontro teu sorriso,
enquanto me acolhes num abraço.



Nenhum comentário:

Postar um comentário