Gato e borboletas

Gato e borboletas

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Todo


Sempre me senti inteira.
Mesmo nos dias que o todo
não era bem tudo que gostaria.
Nunca fui um todo formado por duas metades.
Vai que uma se desprende!
Meu todo é formado
por nuanças que não se desgrudam.
Brigam entre si por vezes.
Mas sabem ter que conviver.
Não abro mão de nenhum pedaço.
Meu todo é tudo que tenho.
Tudo se embola,
me descabela,
me faz rir,
chorar.
Há dias que corro
mesmo sabendo não existir fuga.
Pelo menos me exercito.
Olho ...
e meu todo está lá.
Com aquele sorriso de canto de boca
que sempre me seduz.



Nenhum comentário:

Postar um comentário