Gato e borboletas

Gato e borboletas

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Internet

Hoje venho até aqui pra te agradecer.

Eu sei, eu sei ... vivo te xingando.

Vivo dizendo que navegar nas suas águas é pedir pra se afogar, que essa nuvem computacional só serve pra trazer fortes tempestades, daquelas que só destroem.

Que toda essa parafernália necessária pra que essa nuvem negra aconteça só serve pra entulhar o mundo. Pura poluição.

Eu sei, eu sei ... pego pesado.

Mas hoje venho te agradecer.

Você tem sido ponte. Ponte de caminhos curtos, longos, ponte de encontros.

Tem me trazido abraços que não imaginava.

Tem matado a saudade que sinto de quem está do outro lado do oceano.

Claro que continuo convicta que verdadeiros abraços são feitos de carne. Mas esse entrelace apenas começa por aqui.

Hoje você é chuva de verão, que faz a gente sair correndo pra se deixar molhar. Que dá de beber às plantas. Que afaga o chão e faz subir aquele cheiro de terra molhada do quintal da infância.

Não, hoje não vou te xingar ... rs ... sei ser justa.

Só vim aqui pra te agradecer.

Um comentário:

  1. Puxa, que texto mais lindo! Uma confissão bem humorada, feita em escrita fina, finíssima! Parabéns, menina!!!!! Quando eu crescer...

    ResponderExcluir